Empreendedorismo de si e capitalização da vida: das engrenagens do tempo de produção à resistência do homem lento

Paula de Melo Ribeiro

Resumo


Tendo como suporte a narrativa de uma experiência de trabalho em uma ONG, esse escrito assume, como objetivo principal, a investigação de algumas engrenagens do “empreendedorismo de si” em nossa sociedade. Assim, tomando como fio condutor a questão do empreendedorismo sob a forma da “capitalização da vida”, esse trabalho se desdobra em alguns eixos de análise tais como a urgência de um tempo da produtividade − onde não há separação da produção de subjetividade da econômica − e a criação de zonas de resistência num mundo regido pela velocidade. Partindo de um relato de experiência, esse artigo se desenvolverá atrelando essa narrativa a uma breve pesquisa bibliográfica, em que faremos uso de autores como Michel Foucault, Maurízio Lazzarato, Gilles Deleuze e Felix Guattari.

 


Palavras-chave


empreendedorismo de si; capitalização da vida; resistência

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.