Um estudo de caso: análise dos laudos psicológicos e sociais em vara de família

Camila Miyagui

Resumo


Este trabalho refere-se à análise dos laudos psicológicos e sociais, ligados a vara de família, especificamente sobre um caso de separação que envolve a disputa pela guarda compartilhada. Procurou-se analisar os subtextos dos laudos em relação a questões que se referem ao conflito familiar no cuidado de uma criança, na capacitação do(s) pai (s) quanto ao exercício da guarda e também à atribuição da modalidade da guarda. Além da demanda determinada pelo juiz, investigou-se também os discursos dos operadores do direito, com a intenção de se fazer uma leitura mais aprofundada do caso. A proposta metodológica se fundamenta nos núcleos de significação, que parte da concepção de que todo fenômeno psicológico deve ser analisado a partir das condições sociais e históricas. Os resultados foram constituídos em dois núcleos: a) a dificuldade de separar a conjugalidade da parentalidade; b) os diferentes sentidos atribuídos à guarda compartilhada. Os discursos revelam muito pouco sobre as demandas da criança. Os subtextos têm como eixo a busca pela harmonia nas relações de parentalidade e a atribuição da guarda materna como prioridade. O que se destaca é que os discursos priorizam o comportamento individual e não a dinâmica família e as desavenças entre a parentalidade e conjugalidade como intrínsecas aos processos de separação e disputa de guarda.    

 


Palavras-chave


divórcio; laudos; criança; guarda compartilhada; conjugalidade; parentalidade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.