Autonomia, Spinoza e o Movimento da Luta Antimanicomial: a criação de alianças antimanicomiais

Júlia Carvalho dos Santos, Adriana Leão

Resumo


Este trabalho acompanha os questionamentos iniciais de uma pesquisa de mestrado que buscou analisar a produção de autonomia dos usuários da saúde mental a partir da participação política no Movimento da Luta Antimanicomial. Contudo, as diferentes visibilidades do conceito de autonomia trouxeram complexidades aos caminhos da pesquisa, tornando necessária a criação de um mapa conceitual capaz de guiar de modo ético as investigações realizadas. A discussão Ética produzida por Spinoza permitiu a criação de um mapa conceitual, ainda que provisório, capaz de guiar as subsequentes investigações em torno da participação política e os desdobramentos na vida de sujeitos afastados desses espaços por preconceitos e estereótipos acerca do enlouquecimento.


Palavras-chave


autonomia; Spinoza; reforma psiquiátrica; luta antimanicomial

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.