CAMPANHA DE VACINAÇÃO IDEOLÓGICA: marketing, desejo e subjetivação em tempos de reestruturação produtiva do capital

Alexandre Magno Teixeira de Carvalho

Resumo


Trata-se de um ensaio crítico que, forma geral, propõe reflexões acerca das relações entre ideologia, marketing, desejo e subjetivação em contextos de reestruturação produtiva do capital. Defende-se a relevância acadêmica e social do debate permanente sobre mudanças nas formas de organização da economia e gestão do trabalho e de como essas transformações geram sofrimento psíquico para os trabalhadores e impacto nas formas de embate entre capital e trabalho. Argumenta-se da premência de se pôr em pauta, no cerne dos debates em psicologia crítica, as relações entre as categorias trabalho e subjetividade. Evidencia-se a dialética do processo de alienação e analisa-se o processo de produção de consciência alienada que se dá por intermédio dos meios de comunicação. Expõe-se, além de operações de subjetivação explícitas na propaganda de produtos e serviços, algumas armadilhas semânticas exploradas pelo marketing que se embute e se dissimula no jornalismo, sobretudo o televisivo, em tempos de impeachment.


Palavras-chave


ideologia; marketing; subjetivação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.