Fazeres, usos e convivências na feira: entre composições normalizadoras e atravessamentos micropolíticos

Lázaro Batista, Marina Luiza Pereira Guimarães

Resumo


Busca-se problematizar como a constituição de uma cidade ordenada e higienizada reverbera nas práticas cotidianas de feirantes, usuários e frequentadores da “Feira do Produtor Rural”, em Boa Vista, capital do estado de Roraima. Recorrendo a aspectos metodológicos da etnografia e da cartografia, entre março de 2015 e março de 2016, foram realizadas observações participantes, acompanhando o cotidiano dos feirantes. A elas juntam-se conversas formais e informais com comerciantes e frequentadores, além de participação em atividades ou iniciativas públicas dentro da feira. Os resultados apontam para o intricado jogo de forças entre dispositivos que não cessam de ordenar os espaços e definir os lugares de cada coisa, e as micropolíticas que transpõem, anulam e/ou resistem a esse projeto de normalização da feira.


Palavras-chave


feira; cidade; normalização.

Apontamentos

  • Não há apontamentos.