“Ouvindo” as imagens do corpo: A adolescência abordada pela história oral

Eloiza da Silva Gomes de Oliveira, Márcia Souto Maior Mourão Sá

Resumo


O texto trata do cotidiano escolar de adolescentes na faixa etária de 12 a 18 anos de idade, pertencentes a diferentes classes sociais. A pesquisa, ainda em andamento, já entrevistou 120 jovens usando a linha de história de vida e, através da categorização de várias temáticas recorrentes nos relatos dos jovens, pode estabelecer desde já os significados emprestados às práticas e ao cotidiano escolar pelos adolescentes. As narrativas nos mostram, ainda, como as relações passado/presente, que inspiraram e deram nome à revista britânica de história “Past and Present”, modelam as expectativas de futuro e dão corpo e sangue aos sonhos desses jovens. A escolarização é penosa para muitos, mas mesmo sendo uma travessia sofrida, um mal necessário, não conseguem vislumbrar uma vida futura sem ter vivido a experiência escolar. Enfim, em nenhum tempo de verbo - passado, presente, futuro - a escola está ausente. O referencial teórico está assentado na combinação de várias abordagens teóricas - psicanálise, sociologia, antropologia, história e educação -, porque entendemos que seria impossível interpretar a realidade vivida por esses jovens com um único olhar teórico. Os jovens apontam para novas dinâmicas sociais e culturais, lutando para serem respeitados pelo mundo adulto que ainda os vê como crianças, subestimando suas competências e, de forma sistemática, são excluídos de diversas práticas e movimentos sociais. A escola, significante do mundo adulto, não foge à regra da exclusão, tratando-os como rebeldes e transgressores de um modelo de vida considerado o único possível.

Palavras-chave


adolescência; imagens do corpo; história oral

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.