Archivos rio-grandenses de medicina de 1920 a 1943: Uso do álcool e a construção do comportamento de risco

Neuza Maria de Fátima Guareschi, Luciana Rodrigues, Daniel Dall'Igna Ecker, Francisca Magalhães, Vinícius Fretes Argenta

Resumo


Este trabalho tem como objetivo apresentar como se configuraram, a partir do campo da medicina, os comportamentos indicadores de risco no diagnóstico de usuários do álcool. Para isso, analisamos os textos que abordam a questão do alcoolismo presentes nos Archivos rio-grandenses de medicina, revista publicada pela Sociedade de Medicina do RS no período de 1920 a 1943. Nossa discussão consiste em identificar como o saber médico contribuiu para a constituição de um discurso sobre o consumo de bebidas alcoólicas relacionado a comportamentos de risco na conduta dos indivíduos. Interrogamos os regimes de verdade sustentados por esses saberes, que, a partir de certo número de discursos, se tornam produtores de modos de ser sujeito dito potencialmente perigoso, apontando para uma possível articulação entre o uso de álcool, o crime e a doença mental. 


Palavras-chave


medicina; alcoolismo; regimes de verdade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.