As manifestações de Junho de 2013 em São Paulo e a alteridade urbana: contribuições para a psicologia social

Tiago Rodrigo Marin, Gustavo Martineli Massola

Resumo


Este artigo busca analisar criticamente o fenômeno das manifestações de Junho de 2013 que ocorreram na cidade de São Paulo, iniciado com o reajuste do preço do transporte urbano. A argumentação tem início no levantamento de dados políticos e econômicos que contextualizam as manifestações, para, então, apresentar como a ação policial, sua estrutura no Estado de São Paulo e a mídia influenciaram o mesmo. O artigo propõe que os eventos devem ser lidos como intimamente relacionados ao cenário de massificação social que ocorre nos grandes centros urbanos contemporâneos, como a transformação da vida pública em uma vida de sociedade numérica, supostamente homogênea em seus interesses comuns, assim como a criação artificial de minorias. Argumenta-se que os protestos buscavam também ultrapassar as barreiras que cancelam a possibilidade de uma vida que saiba se relacionar com a alteridade urbana. 


Palavras-chave


Manifestações; São Paulo; Psicologia social

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.