Corpos marcados: uma análise histórica sobre a institucionalização de adolescentes em conflito com a lei

Thayane Carolina de Almeida, Sonia Regina Vargas Mansano

Resumo


O presente estudo realiza uma revisão histórica das práticas que vigoram em diferentes sistemas de reclusão destinados a crianças e adolescentes, desde o período do Brasil colônia até os dias atuais. Neste percurso, destaca-se a privação de liberdade dos adolescentes, decorrente do cometimento de atos infracionais e busca-se compreender como os jovens internados, e também os trabalhadores vinculados às instituições de atendimento a tal público, são marcados pelos discursos que circulam na esfera social. Ao caracterizar o cenário que compõe as atuais instituições responsáveis pela execução da medida de internação, a análise aborda os princípios da proposta socioeducativa e discute sua consolidação nas práticas cotidianas, diante de uma história punitiva que marcou tanto o corpo de adolescentes quanto o de profissionais.

Palavras-chave


Adolescência; Ato-infracional; Socioeducação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.