De Auschwitz a Tropa de Elite: modulações do estado de exceção?

Aline Ribeiro Nascimento

Resumo


Este trabalho pretende aproximar o filme “La tregua”, baseado na obra de Primo Levi, e os efeitos do filme “Tropa de Elite” no cenário brasileiro, visando problematizar uma curiosa semelhança: a permissão para a violência. Para tanto, buscaremos dialogar com autores como Zygmunt Bauman, Hannah Arendt, Cecília Coimbra e Giorgio Agamben, dentre outros, sendo que, a partir deste último, nos serviremos do conceito de Estado de Exceção e apontaremos suas modulações. Uma delas se materializa na naturalização de assassinatos que não têm penalidade jurídica, fomentada, por sua vez, pela produção da imagem de “estado de guerra” que lhe serve de base. Se a estrutura da exceção é entendida como um mecanismo jurídico que se organiza na suspensão dos direitos em nome da necessidade da ordem e esta possibilitou o nascimento dos campos de concentração, observamos que ela ressurge, de maneira sutil, na relação entre pobreza = criminalidade = repressão da violência = naturalização de assassinatos.

Palavras-chave


Auschwitz; Tropa de Elite; Estado de Exceção

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.